Outras Notícias

Palestina

  • Dar voz à solidariedade com a Palestina - Algarve

    No passado dia 31 de Janeiro, em Faro, activistas do CPPC do núcleo do Algarve estiveram nas ruas da cidade a contactar a população e a distribuir um documento em solidariedade com a Palestina, denunciando a ocupação israelita e a cumplicidade dos EUA, nomeadamente a recente declaração da Administração norte-americana de reconhecer Jerusalém como capital de Israel e de mudar para aí a sua embaixada.

  • Dar Voz à Solidariedade com a Palestina - Porto

    Ontem, dia 7 de Março, pelas 18 horas, o Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) realizou, no Porto, no palacete Viscondes de Balsemão, uma sessão de solidariedade com a Palestina que teve a participação do embaixador da Palestina, Nabil Abuznaid, do escritor José António Gomes e de Ilda Figueiredo, presidente da direcção do Conselho Português para a Paz e Cooperação.

  • Solidariedade com a Palestina - Loures

    Realizou-se uma sessão de solidariedade com a Palestina, no passado dia 7 de Novembro, na Biblioteca Municipal Ary dos Santos, em Sacavém promovida pelo Conselho Português para a Paz e Cooperação e pela Câmara Municipal de Loures e que contou com as intervenções do Embaixador da Palestina em Portugal, Hikmat Ajjuri, do Presidente da Câmara Municipal de Loures, Bernardino Soares e da Presidente da Direção do CPPC, Ilda Figueiredo.

    Nesta sessão de solidariedade com a Palestina denunciaram-se as violações por parte das autoridades de Israel de inúmeras de Resoluções da ONU e a política de «dois pesos e duas medidas» usada pelos Estados Unidos e pela União Europeia em relação à chamada questão palestiniana, dando assim cobertura à política ilegal e criminosa de Israel.

  • Solidariedade com a Palestina em Coimbra

     solidariedade com a palestina em coimbra 1 20180627 1962386657

    Realizou-se em Coimbra, no dia 25 de Junho uma sessão de solidariedade com a Palestina que contou com a participação, entre outros, do escritor e professor universitário José António Gomes e de Isabel Melo, membros do Conselho Português para a Paz e Cooperação. A sessão contou também com a participação do Sindicato dos Professores da região Centro e decorreu no Café Santa Cruz.

  • "Abaixo a ocupação, viva o povo da Palestina Livre"

     

    Leia a carta enviada a partir da prisão por Khaleda Jarrar, deputada do Parlamento palestino, detida ilegalmente pelas forças de ocupação israelitas desde a madrugada de 2 de Abril, (posição do CPPC, aquando da detenção de Khaleda pode ser vista em www.cppc.pt/…/928-pela-libertacao-imediata-de-khaleda-jarra…) e que preside à Comissão dos Presos Palestinos do Conselho Legislativo Palestino e é dirigente da Addameer, organização dedicada à defesa dos direitos e à libertação dos palestinos presos em prisões israelitas.

  • «Não à anexação! Fim aos crimes de Israel» | Faro

    nao a anexacao fim aos crimes de israel faro 1 20200716 1329962206
     
    No passado dia 6 de Julho, realizou-se, em Faro, uma ação de solidariedade com o povo da Palestina, no quadro da anunciada intenção do Estado de Israel, de anexar 30% do território da Cisjordânia.
    Promovida pelo núcleo do CPPC no Algarve, esta ação, que decorreu junto ao Fórum Algarve, contou com a distribuição de documentos e a participação de outras organizações locais como o Sindicato da Hotelaria do Algarve e a União dos Sindicatos do Algarve.
  • 23 dias de agressão israelita sobre a Faixa de Gaza

    Mais de 1600 assinaturas recolhidas!

    Assine e divulgue!

    http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=PT74233

     

     

     

  • 29 de Novembro – Dia Internacional de Solidariedade com o Povo Palestiniano

    Assinala-se hoje, 29 de Novembro, o Dia Internacional de Solidariedade com o Povo Palestiniano, designado pela ONU.

    Esta data assinala a aprovação, há exactamente 70 anos, pela Assembleia-Geral das Nações Unidas, da Resolução 181, que preconizou a divisão da Palestina em dois estados, um árabe e um judeu, sendo que o primeiro seria constituído em 44 por cento do território e o segundo em 55 por cento; Jerusalém e Belém permaneceriam zonas internacionais.

    Sete décadas depois, só o Estado de Israel existe, mantendo a ilegal ocupação de território pela força das armas, com o apoio das potências ocidentais. Quanto ao povo palestiniano, resiste para permanecer na sua terra sob a mais violenta opressão. A ilegal ocupação de territórios da Palestina por parte de Israel é responsável por incontáveis crimes e pela tentativa de, por todos os meios, apagar o sentimento nacional palestiniano.

  • 29 de Novembro | Dia Internacional de Solidariedade com o Povo Palestino

    29 de novembro dia internacional de solidariedade com o povo palestino 1 20191130 1614781658

    Hoje, 29 de Novembro, assinala-se o Dia Internacional de Solidariedade com o Povo Palestino, estabelecido pelas Nações Unidas, tendo em conta a adoção, pela sua Assembleia Geral, da Resolução 181, de 1947, que preconizava a divisão da Palestina em dois estados, um judeu e um árabe – respetivamente, com 55% e 44% do território – e a permanência de Jerusalém e Belém sob controlo internacional.

    Para as Nações Unidas, a instituição do dia 29 de Novembro é uma forma de chamar a atenção para o facto da questão da Palestina continuar por resolver e de o povo palestino não ter ainda visto reconhecidos os seus direitos inalienáveis, definidos pela Assembleia Geral, nomeadamente o direito à autodeterminação sem interferência externa, o direito à independência nacional e soberania, e o direito a regressar às suas casas e propriedades expropriadas.

    Hoje, dos dois estados preconizados em 1947, só o de Israel existe, criado e expandido pela força das armas e o apoio das potências ocidentais – em particular dos EUA –, pela destruição de aldeias e comunidades árabes e a expulsão das suas populações, fazendo do povo palestino aquele que tem o maior número de refugiados do mundo.

  • 5º Aniversário dos bombardeamentos de Israel a Gaza

    "OPERAÇÃO CHUMBO FUNDIDO" (27 de Dezembro de 2008)

    A par do opressivo sistema de apartheid em que vivem os palestinos residentes em Israel, o mundo assiste a sucessivas usurpações territoriais na Cisjordânia e a agressões às populações residentes em territórios palestinos, actos de terrorismo de estado cometidos por parte do governo Israelita sobre o povo e o estado palestino.

  • 67 anos depois, a ocupação prossegue

    O povo palestiniano assinala, no próximo dia 15 de Maio, o 67.º aniversário da «Nakba» (a Catástrofe), que marca o início da ocupação israelita da Palestina com o seu rol de massacres, deportações, privação de direitos humanos e violências de todo o género sobre a população árabe, que se prolongam até à actualidade.

    Ao declarar unilateralmente a sua independência no território que as armas e o terror almejaram conquistar, Israel desrespeitou o Plano de Partilha da Palestina elaborado no ano anterior pelas Nações Unidas, que dividia o antigo domínio britânico em dois Estados, Palestina e Israel.
    Se Israel teve efectivamente o seu Estado, cujo território não cessa de aumentar, os palestinianos tornaram-se exilados no seu próprio país, divididos entre Líbano, Síria, Jordânia e Egipto. Graças à «Nakba», é palestiniana uma das maiores comunidades de refugiados do mundo.

  • A bandeira da Palestina na ONU é uma vitória e uma demanda: a ocupação deve acabar

    Divulgamos declaração da Presidente do Conselho Mundial da Paz a propósito do hastear da bandeira da Palestina na sede da ONU.

  • A Expansão israelita e a questão da água na Palestina

    2013 | Março

    Documento sobre a questão da água no conflito israelo-palestiniano.

    A-Expanso-israelita-e-a-questo-da-gua-na-Palestina capa

  • A justiça é a melhor retaliação

    Por Hikmat Ajjuri, Embaixador da Palestina em Portugal

    Imagens terríveis chegam de Gaza todos os dias desde que Israel começou o genocídio de palestinianos na Faixa de Gaza. Partes de corpos humanos, cabeças divididas a meio, mãe morta com filho bebé abraçados e famílias inteiras enterradas sob os telhados depois de terem sido bombardeadas pelos aviões militares israelitas, navios de guerra e tanques.

    Esta desproporcionalidade da força israelita é, só por si, um crime de guerra, de acordo com a lei da guerra. Se estes crimes tivessem sido perpetrados por qualquer outra força que não a da ocupação israelita, não há dúvida de que a reação da comunidade internacional teria sido obviamente diferente.

    Neste contexto, emergem duas questões legítimas. A primeira n: poderá alguém, com algum senso de humanidade, justificar este genocídio em Gaza às mãos do ocupante contra o ocupado? A segunda é: Não será este assassinato constante dos palestinianos inocentes – enfrentado por um silêncio vergonhoso da comunidade internacional em favor de Israel – o que terá alimentado a criação do radicalismo islâmico?

  • Ação de Solidariedade com a Palestina | Braga

    acao de solidariedade com a palestina braga 1 20210529 1907919738

    Decorreu ontem, na Arcada – Braga uma concentração em solidariedade com a Palestina, promovida pelo CPPC, USB/CGTP-IN e MDM, onde se concentraram mais de uma centena de pessoas, contra a agressão e ocupação do Palestina, por Israel.
    A iniciativa contou com as intervenções de João Rouxinol, em nome do CPPC, e de Daniel Rodrigues pela USB de Braga/CGTP-IN.
    Foi lida por Raquel Galego da USB de Braga/CGTP-IN uma Moção a entregar ao Governo Português e a Assembleia da República, onde se exige ao Governo que abandone a sua chocante posição de tratar de forma igual o agressor e o agredido. O que se passa na Palestina não é um conflito, é uma violenta ocupação, ilegal e que atenta contra os direitos humanos, os direitos do povo palestino.
    Foram exibidos cartazes e proclamadas palavras de ordem pelo fim da agressão à Palestina, pela libertação dos presos políticos e por uma Palestina livre.
  • Ação de Solidariedade com a Palestina | Coimbra

    acao de solidariedade com a palestina coimbra 2 20210529 1988003159
     
    Decorreu ontem, dia 25 de maio, uma Caravana de solidariedade com a Palestina e o seu povo, em Coimbra.
    A Caravana, que partiu da Beira Rio, contou com a organização do Conselho Português para a Paz e Cooperação, da União de Sindicatos dos Professores da região Centro /CGTP-IN, Da Associação de Amizade Portugal-Cuba, dos Sindicatos dos Professores da Região Centro/CGTP-IN e do Ateneu de Coimbra. A Caravana denunciou a impunidade de Israel, a ilegal ocupação de territórios Palestinos e exigiu o fim da criminosa agressão contra o povo da Palestina.
    Palestina Vencerá!
  • Ação de Solidariedade com a Palestina | Évora

    acao de solidariedade com a palestina evora 1 20210529 1305941981
     
    Cerca de 100 pessoas participaram na ação de solidariedade com a Palestina, realizada em Évora.
    A ação foi organizada pelo CPPC e pela CGTP-IN.
    Palestina Vencerá!
    Intervenção do CPPC
    «Estamos na rua, uma vez mais, em solidariedade com a Palestina, a exigir o fim dos massacres, da agressão, da violência e das humilhações infligidas por Israel ao povo palestino – numa palavra, a exigir o fim da ocupação!
    Protestamos contra a expulsão de populações palestinas de Jerusalém Oriental, para instalar no seu lugar colonos israelitas.
    Repudiamos as provocações dos sectores mais agressivos do sionismo, apoiados nas forças armadas e policiais do Estado de Israel, contra muçulmanos e também cristãos.
  • Ação de Solidariedade com a Palestina | Faro

    acao de solidariedade com a palestina faro 1 20210529 1481410241
    Mais de 80 pessoas estiveram presentes na ação de Solidariedade com a Palestina, contra a violência e a ocupação israelitas. A iniciativa teve início com um momento musical proporcionado por Luís Galrito e António Hilário, a que se seguiram as intervenções das organizações promotoras, com Ana Simões, pela USAlg, Isa Martins, pelo MDM e Sofia Costa, pelo CPPC.
    Palestina Vencerá!
    Intervenção do CPPC
  • Ação de Solidariedade com a Palestina | Lisboa

    acao de solidariedade com a palestina lisboa 1 20210529 1441194263

    Largas centenas de pessoas encheram a Praça do Martim Moniz, em Lisboa, em solidariedade com a Palestina, contra a violência e a ocupação israelitas. Intervieram em representação das organizações promotoras Gustavo Carneiro, do CPPC; Carlos Almeida, do MPPM; e Isabel Camarinha, da CGTP-IN. Apresentada pelo ator Fernando Jorge Lopes, a concentração contou ainda com a participação de Maria do Céu Guerra, atriz e presidente do MPPM, que recitou o poema Bilhete de Identidade, do poeta palestino Mahmoud Darwish.
    Palestina vencerá!
    Intervenção do CPPC
  • Ação de Solidariedade com a Palestina | Porto

    acao de solidariedade com a palestina porto 1 20210529 1609940984
     
    Centenas de pessoas encheram a Praça da Palestina, no Porto, em solidariedade com a Palestina, contra a violência e a ocupação israelitas. Intervieram em representação das organizações promotoras Ilda Figueiredo, do CPPC; José António Gomes, do MPPM e Tiago Oliveira da CGTP-IN numa concentração muito activa e diversificada, que foi apresentada por Constança Viegas.
    Palestina Vencerá!
    Intervenção do CPPC